Vinho Branco Argentino El Enemigo Chardonay 2018

CÓD. 924

DESCRIÇÃO

Assinado por Alejandro Vigil, um dos mais talentosos enólogos argentinos da atualidade, este vinho confere uma nova dimensão aos brancos de Mendoza. Uvas de Tupungato, cultivadas a 1500 metros de altitude, são fermentadas em barricas de carvalho francês, originando um branco intenso e cheio de caráter. No nariz, impõem-se notas de frutas cítricas e aromas minerais. No palato, é untuoso, com fruta madura e grande frescor. O El Enemigo Chardonnay é um branco sério e persistente. Um dos mais fantásticos brancos produzido na Argentina. A safra 2018 mereceu 97 pontos de James Suckling que o descreveu como "um chardonnay que é um superstar".

Ficha técnica:

13,5%

11°C a 13°C

Chardonnay

Citrina com reflexos dourados

Frutas cítricas e notas minerais

Saladas, frutos do mar, peixes e aves brancas

Untuoso, com fruta madura e grande frescor

Sobre Argentina

A Argentina é um dos  Países   com maior importância na vinicultura atual, o que fez com que se tornasse o quinto maior produtor de vinhos do mundo, além de ser a região vinícola de maior destaque e prestígio em toda a América do Sul. O país possui média de 210 mil hectares de vinhedos plantados, além de exportar 25% de toda a sua produção anual para o Velho Mundo.  

O sucesso dos vinhos argentinos tem sido estrondoso e vem encantando o mundo todo nos últimos anos com seus vinhos tintos ricos, macios e concentrados e elaborados em estilo moderno — principalmente com as uvas Malbec e Cabernet Sauvignon —, que estão entre os que mais agradam o paladar contemporâneo, especialmente nos países do Novo Mundo.

O potencial da Argentina para produzir grandes vinhos é realmente notável, tanto pelo clima quanto pelos terroirs privilegiados e pela possibilidade de se plantar em altitude, Entre os vinhos tintos argentinos, os de maior destaque são os elaborados com as uvas Malbec e Cabernet Sauvignon, enquanto entre os vinhos brancos da Argentina predomina o uso da casta Chardonnay que, nas mãos de alguns bons produtores argentinos, resulta em excelentes vinhos, intensos, ricos e complexos, classificados entre os melhores do continente americano.

A uva Bonarda também é muito plantada na Argentina e tem rendido vinhos argentinos tintos macios, alegres e donos de muito sabor. Experiências têm sido feitas com inúmeras outras uvas, como Syrah, Pinot Noir, Tempranillo, Merlot e Sauvignon Blanc, e o futuro promete interessantes surpresas.

A Argentina não é apenas uma das maiores produtoras de vinho do mundo, mas uma das grandes consumidoras da bebida, ocupando a quinta posição no ranking de consumo do vinho.