Grapedia: Sangiovese

 

 

A palavra Sangiovese deriva de Sang di Giove, que numa tradução literal da língua latina significa Sangue de Júpiter. Começamos poéticos!

 

A uva Sangiovese é, talvez, a mais importante de toda a vinicultura italiana. Cultivada na região da Toscana, no sul do país, há alguns séculos, é atualmente a variedade mais cultivada do país, ocupando aproximadamente de 100 mil hectares. Ou, pra quem prefere, a área de mais de 5 mil Maracanãs.

 

Essa uva milenar tem um tempo de cultivo longo, e tende a se desenvolver melhor em ambientes quentes e de clima seco. Além da região da Toscana, temos grandes plantações de Sangiovese em outras regiões da Itália, como a Umbria e Campania. Estados Unidos e Austrália também são conhecidos como grandes produtores de sangiovese por reunirem as condições necessárias para seu plantio.

 

 

Características Marcantes:

Uma das características mais notáveis da Sangiovese é sua acidez e concentração de taninos. Por isso, é super comum produtores de vinho misturarem com outras uvas, como por exemplo a Canaiolo, que é mais macia e suave.

E as combinações deram tão certo que a mistura de Sangiovese, Canaiolo e Malvasia compõem o tradicionalíssimo vinho Chianti, resultado de experimentos do final do século XIX. Já a sua mistura com uvas de origem francesa, como as da região de Bourdeaux, deram origem ao Super Tuscan (ou Supertoscano), que conquistou o mercado internacional.

 

Outras Características:

Sua casca possui pouca quantidade de polifenóis, o que faz que a coloração dos vinhos seja pouco intensa;

Possui grande complexidade aromática, podendo revelar, dependendo do rótulo, notas de cereja, café e chocolate, tomilho, orégano e rosas;

Trata-se de uma uva bastante versátil, que pode render desde rótulos leves e frutados até rústicos e intensos, dependendo do tratamento dado por cada vinícola.

 

 

Dicas de Harmonização:

 

Carnes: dê preferência para cortes sem excesso de gordura. Lombo suíno, filé mignon bovino e carré de cordeiro são ótimas pedidas para harmonizar com rótulos à base de Sangiovese, assim como carnes curadas como salame, presunto cru e copa.

Massas: lasanha, macarrão ao sugo, nhoque e pizzas. O importante é a presença do molho vermelho. Os vinhos têm intensidade e acidez equivalente a esses pratos, e costumam apresentar aromas de ervas e tomate, gerando uma excelente similaridade. 

Vegetais grelhados: berinjela, pimentão, tomate, abobrinha ornam bem demais. Uma dica para os vegetarianos: um ratatouille caprichado, temperado com tomilho e orégano.


Aproveitamos para convidar você para acessar www.dreo.com.br, conhecer um pouco mais da nossa história e aproveitar a curadoria caprichadíssima que nossos Dreólogos trazem todas as semanas!